A ética distorcida em Cela 211


A penitenciária é um ambiente frequentemente utilizado pela indústria audiovisual, por se tratar de um local com o seu próprio conjunto de regras e valores.O psicológico de qualquer um que permanece inserido em tal contexto termina sendo seriamente afetado, em função deste contato direto com o lado mais visceral da natureza humana.

O confinamento infere uma reflexão sobre a eficiência de tal prática e  como ela traduz a falta de respeito que é conferida aos infratores detidos, minando qualquer esperança de regeneração dos mesmos.

A narrativa mostra a jornada de Juan Oliver, um agente carcerário recém-contratado de um presídio que sofre um acidente no seu primeiro dia, enquanto fazia uma ronda para conhecer as instalações.

Inconsciente, ele é levado às pressas para a cela 211, que estava vazia, onde ficaria aguardando a chegada do médico. Quando ele acorda,percebe que está em meio a um motim de prisioneiros e decide se passar por um deles,como alternativa de sobrevivência.

A montagem do cineasta Daniel Monzón registra com elegância que não existem inocentes em nenhum dos lados envolvidos no conflito, que aumenta de proporção quando os rebeldes encarcerados decidem usar terroristas separatistas do ETA como reféns, envolvendo desta forma o governo basco nas negociações.

A película apresenta as diferentes angulações do acontecimento através das distintas motivações de cada personagem. O único fator constante é a imprevisibilidade, pois todos se posicionam tendo em vista os seus próprios interesses.

A conduta padrão já foi há tempos descartada e no final só prevalecem às verdadeiras necessidades.

Vale apontar a gradativa mudança de atitude do protagonista ao longo da trama. Assustado a princípio, ele vai tomando conhecimento da perspectiva dos encarcerados e fazendo amizade com seu líder através de jogadas estratégicas. Essa nova parceria incomoda especialmente os antigos companheiros do carismático e violento chefe.

A crescente tensão entre os personagens revela como eles reagem às constantes mudanças de cenário. Cada agravamento demanda uma atitude diferente, que pode colocar em risco a vida de todos os internos.

O filme também ilustra como o tráfego de informações altera o painel apresentado. Elas seguem um interessante protocolo de conveniência que podem nem sempre trazer os resultados esperados.

Os flashbacks que introduzem cenas de amor entre Juan e sua esposa grávida servem para denotar como a sua personalidade foi distorcida durante a sua estadia naquele contexto.

Uma projeção sobre como uma situação limite realça os demônios interiores que estão além de nosso controle, deixando o desespero tomar as rédeas e jogando o destino à sua própria sorte.

 


Like it? Share with your friends!

1

What's Your Reaction?

Angry Angry
0
Angry
Fail Fail
0
Fail
Geeky Geeky
0
Geeky
Lol Lol
0
Lol
Love Love
0
Love
OMG OMG
0
OMG
Scary Scary
0
Scary
Win Win
0
Win
WTF WTF
0
WTF

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may also like

More From: Sem categoria

DON'T MISS