O gigantesco legado de C.S. Lewis em As Crônicas de Nárnia

Clive Staples Lewis, conhecido como C. S. Lewis (1898-1963) foi um escritor, professor e crítico literário irlandês. Ficou conhecido por seu trabalho sobre literatura medieval, por suas palestras e escritos cristãos, como também pela série de sete livros de ficção e fantasia intitulada “As Crônicas de Nárnia”.

Nasceu em Belfast, na Irlanda (atual Irlanda do Norte), no dia 29 de novembro de 1898. Filho caçula do advogado Albert James Lewis e de Florence Augusta Lewis, filha de um clérigo da Igreja da Irlanda, foi criado na fé cristã.

Com 15 anos, Lewis se tornou ateu e despertou o interesse pelo ocultismo. Ainda na adolescência, já se interessava pela mitologia nórdica e grega e pelo latim e o hebraico.

Em 1916, com 18 anos, foi admitido na University College de Oxford, mas seus estudos foram interrompidos quando foi convocado para servir na Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Terminada a Guerra, Lewis retornou para a universidade, onde se graduou em Línguas e Literaturas Clássicas. Em 1925 foi aprovado para lecionar no Magdalen College da Universidade de Oxford. Foi amigo do professor J. R. R. Tolkien, escritor da obra O Senhor dos Anéis.

Lewis foi ateu durante muitos anos, mas com 31 anos se converteu ao cristianismo e se tornou membro da Igreja Anglicana. Sua fé afetou profundamente sua obra, a religião foi tema constante de seus livros.

A obra As Crônicas de Nárnia é uma série de sete romances de ficção e fantasia: O Leão, a Feiticeira e o Grada Roupa (1950), Príncipe Caspian (1951) A Viagem do Peregrino da Alvorada (1952) A Cadeira de Prata (1953) O Cavalo e Seu Menino (1954) O Sobrinho do Mago (1955) e A Última Batalha (1956).

Na obra As Crônicas de Nárnia, o escritor usou elementos da mitologia grega e nórdica, como também os tradicionais contos de fadas, em que os animais falam, a magia é frequente e ocorrem batalhas entre o bem e o mal, onde o leão “Aslam” ajuda a derrotar a feiticeira e trazer a paz de volta à Nárnia.

Nos últimos cinquenta anos, ‘As crônicas de Nárnia’ transcenderam o gênero da fantasia para se tornar parte do cânone da literatura clássica. Cada um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações tendo sido adaptadas diversas vezes, inteiramente ou parcialmente, para a rádio, televisão, teatro e cinema.

A obra foi traduzida em mais de 41 idiomas e adaptada para a televisão e o cinema. Em 2005 o primeiro livro da série foi transformado em uma grande produção da Walt Disney Studios.

  1. S. Lewis faleceu em Oxford, Inglaterra, no dia 22 de novembro de 1963.

Fontes:

www.ebiografia.com

Gilson

About Gilson Salomão

Jornalista apaixonado por Cultura Nerd. Escritor e poeta. Nostálgico e sonhador.